Social Icons

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

Featured Posts

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

DUAS PESSOAS FORAM MORTAS NA CIDADE DE BARAÚNA-RN

Um crime de homicídio foi registrado na noite de sexta feira 22 de Agosto de 2014, no Centro da cidade de Baraúna Rio Grande do Norte.Cristiano Mendes Nunes, 33 anos de idade, natural de Mossoró, foi morto com vários disparos de arma de fogo, na Rua Jêronimo Rosado em Baraúna.Segundo informações, Cristiano já respondia por vários homicídios. Uma outra pessoa que estava com Cristiano foi alvejado e socorrido para o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito naquela unidade hospitalar.


Fonte: O camara

terça-feira, 29 de julho de 2014

ENTRA E SAI CONTINUA: TRE CONFIRMA NOVA CASSAÇÃO DE PREFEITA E DO VICE DE BARAUNA

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu na tarde desta terça-feira, 29, por manter, por unanimidade, a decisão do juiz José Herval Sampaio Junior, de Mossoró, cassando o diploma de prefeita Luciana Oliveira (foto) e de vice-prefeito de Edson Barbosa, de Barauna, por abuso de poder econômico e compra de votos. 
Os desembargadores do TRE, no entanto, optaram por não afastar a prefeita Luciana Oliveira de imediato do cargo. Isto para não gerar mais instabilidade do que já existe. Fizeram o mesmo que há poucos dias quando julgaram e mantiveram outra decisão de José Herval Sampaio Junior mantendo a cassação Luciana e Edson. 
Ou seja, Luciana Oliveira e Edson Barbosa só devem serem afastados dos cargos quando recorrerem da decisão na própria corte, o que deve ser feito dentro de um prazo de no máximo 15 dias. Quando esta decisão for publicada no Diário Oficial da Justiça, Luciana e Edson deixam os cargos. 
Ao deixar os cargos, os desembargadores determinaram a posse interina do presidente da Câmara Tertulo Alves, do PMN, que já esteve no cargo pelas mesmas circunstâncias em outras três ocasiões. A próxima será a quarta vez que assume o município interinamente. 
A demora por uma definição em Baraúna, se deu pelo fato de Luciana Oliveira e Edson Barbosa entrarem com ações contra o juiz Herval Sampaio alegando que ele não deveria ter julgado os processos contra eles. Estas ações levou certo tempo para serem analisadas e julgadas negativamente no TRE. 
Outro fato que contribuiu para a demora para uma definição politica em Baraúna, gerando instabilidade administrativa e politica, foi que Luciana é a segunda gestora cassada por compra de votos nesta gestão. O eleito eleito em 2012, Isoares Martins, também foi cassado e afastado do cargo. 

Histórico


Na sequencia, Isoares Martins foi afastado em 2013 e o presidente da Câmara Tertulo Alves assumiu. Depois, já no início de 2014, a decisão foi confirmando a decisão de primeira instância e neste caso assumiu Luciana Oliveira, que ficou em segundo lugar. 
Em poucos mais de 3 meses, Luciana também foi cassada e afastada do cargo por compra de votos e abuso de poder econômico. Assumiu o presidente da Câmara Tertulo Alves de novo. Ficou por cerca de 40 dias na Prefeitura.
Luciana Oliveira e Edson Barbosa conseguiram liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, neste processo e retornou ao cargo. Neste mesmo processo, Luciana teve a decisão contra ela mantida no TRE e foi novamente afastada. 
O presidente da Câmara Tertulo Alves assumiu de novo. Porém, Luciana conseguiu outra liminar no TSE, em Brasília, e retornou a Prefeitura de Baraúna. 
Na tarde desta terça-feira, 29, o TRE confirmou mais uma sentença Luciana Oliveira e Edson Barbosa por compra de votos e abuso de poder econômico, determinando que eles devem ser afastados dos cargos tão logo tenham os embargos do processo julgados pela corte do TRE, o que deve acontecer em no máximo máximo 15 dias. 
Ainda nos próximos o TRE deve julgar outro processo da Justiça Eleitoral de Mossoró cassou os mandatos de Luciana e Edson Barbosa, também por compra de votos e abuso de poder econômico. Pelo conteúdo do processo, é possível que Luciana e Edson sejam novamente cassados e afastados.

  
Fonte: Jornal de Fato

quinta-feira, 24 de julho de 2014

AGUENTA BARAÚNA: LUCIANA OLIVEIRA VAI REASSUMIR PREFEITURA DE BARAÚNA POR DECISÃO DE MINISTRO DO TSE

O ministro Gilmar Mendes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mandou Luciana Oliveira(PMDB) reassumir a Prefeitura de Baraúna.


Decisão tomada nesta quinta-feira (24).

Mendes julgou ação cautelar, assinada pelo advogado Erick Pereira, contra o Ministério Público Eleitoral do RN, que pedia a cassação de mandato da prefeita.Luciano foi a segunda colocada nas eleições de 2012. Chegou ao poder com a cassação do mandato do prefeito eleito Isoares Martins.Em seguida, teve o mandato cassado pelo juiz José Herval Sampaio Júnior, então titular da 33a zona eleitoral. A decisão foi acompanhada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN), que mandou o presidente da Câmara Municipal, vereador Tértulo Alves, assumir o cargo enquanto não é realizada a eleição suplementar.Depois daí, através de Erick Pereira, a prefeita cassada travou luta no TSE para voltar ao poder. Consegue agora, com a decisão de Gilmar Mendes, mas sem a certeza que continuará no cargo. O próprio TSE pode mudar a decisão.Dessa forma, continua o entra e sai  na Prefeitura de Baraúna, o que tem penalizado o município localizado na região de Mossoró.Luciana Oliveira vai reassumir Prefeitura de Baraúna por decisão de ministro do TSE 
Fonte: Carlos Santos

terça-feira, 22 de julho de 2014

A JUSTIÇA DECRETOU A PRISÃO DOS DOIS ACUSADOS DE ENVOLVIMENTO NA TENTATIVA DE ASSALTO AO BRADESCO DE BARAÚNA QUE TERMINOU COM A MORTE DE UM DOS ASSALTANTES

O trabalho de investigação foi conduzido pela Policia Civil de Baraúna e o cumprimento de buscas e prisão do acusados contou com apoio da Divisão de Policia do Oeste e aconteceu na manhã de hoje, 22 de Julho de 2014. 
Ediondas Duarte Costa Junior, 27 anos de idade, morador do Bairro Belo Horizonte e Heider Mendes da Silva Junior, 37 anos de idade, morador do Bairro Pereiros, foram presos sob mandado de prisão acusados na participação na tentativa de assalto a agência do Banco Bradesco na cidade de Baraúna no dia 05 de Junho de 2014. Durante a abordagem Luzimar Alexandre, acabou sendo morto pela policia. O restante do grupo conseguiu fugir em um veiculo que segundo informações teria sido tomado de assalto na cidade de Felipe Guerra.

A participação de cada individuo segundo a Delegada Dr Marina Tofollis, responsável pelas investigações: 

Luzimar Alexandre e Ediondas Duarte estariam dentro da agência preparando o material para explodir os caixas, enquanto Heider Junior dava apoio no lado de fora da agência. Ele era o responsável por dirigir o carro da fuga, segundo a Delegada. 
A ação foi frustrada quando a Policia Militar da cidade de Baraúna foi acionada pela empresa responsável pela segurança, para verificar o alarme de arrombamento na agencia. Os militares encontraram as portas abertas e dois indivíduos no interior do estabelecimento. Enquanto um preparava os equipamentos para abrir os caixas eletrônicos o outro cuidava da segurança. Ediondas foi reconhecido por um dos policiais que atenderam a ocorrência. 
Ediondas Duarte e Heider Junior, foram conduzidos a Delegacia Regional da Policia Civil e apresentados a Delegada Dr Marina Tofollis e após serem ouvidos serão encaminhados ao presidio na cidade de Caraúbas.Imagens do acusados, a pedido dos advogados não foram autorizadas

Fonte: O Câmara

sábado, 19 de julho de 2014

POLITICAGEM - FUX MATA NO PEITO E CENTRA PARA A FILHA MARCAR GOL

O Ministro Luiz Fux protagonizou o mais vergonhoso episódio da história recente da Justiça brasileira. Com seu "mato no peito" desnudou o jogo de interesses e de lisonja que cerca as nomeações para tribunais superiores. 
Na nomeação, o que pesou foi a lisonja, a trapaça,  os acordos com aliados influentes, de políticos federais e estaduais a nacionais a grandes escritórios de advocacia. 
Sua nomeação - fundamentalmente política - alijou do cargo outro candidato que poderia ter sido Ministro por mérito. Adiou a indicação de Teori Zvaski e Luiz Roberto Barroso, impediu a nomeação de Lucia Valle ou Cesar Asfora, de outros candidatos que construíram sua reputação manifestando respeito permanente pelo poder judiciário e batalhando apenas pelo reconhecimento de seus pares. 
Fux passou a encarnar o fura-fila, a malandragem explícita dos carreiristas. Passou a perna não apenas nem Lula e Dirceu - ao prometer "matar no peito" - mas a outros candidatos ao cargo que se mantiveram dignos e distantes da politicagem rasteira. 
Agora, a indicação de sua filha Mariana Fux para uma das vagas do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro será o coroamento definitivo da pior politicagem, a exposição completa da pequenez dos conchavos de quem não respeita nem o país e muito menos o Poder Judiciário. E exposição da própria incapacidade do Judiciário, através de seus porta-vozes, de reagir contra a desmoralização do poder. 
Uma moça de 32 anos, sem experiência jurídica, sem nenhuma obra relevante, candidata-se a um cargo vitalício em um Tribunal superior unicamente devido à capacidade de articulação política de seu pai. A OAB-Rio de Janeiro a coloca no topo da lista dos candidatos ao quinto constitucional. 
Qual a contrapartida dessa manobra? A quem a OAB Rio serve, quando comete esse desatino?

Fonte: GGN
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...